11 de junho de 2013


Mas o que é DIY mesmo???



A sigla está lá na página inicial do blog e espero tratar muito dela aqui. Algumas pessoas devem estar se perguntando o que significa isso, afinal. Não sou uma grande fã do uso de expressões em inglês no dia a dia, mas, no mundo da internet, essa é a língua oficial. Fazendo buscas pela internet, os termos em inglês rendem muito mais resultados.

DIY -  sigla da expressão do it yourself -  nada mais é do que o velho "faça você mesmo". Só que, de uns tempos para cá, ganhou uma roupagem moderninha. Restaurar um objeto antigo, criar os presentes de Natal, reformar algum móvel da casa, por exemplo, deixaram de ser coisa da vó e passaram a ser atitude.

Acho que são vários os motivos para essa mudança. Tem a questão ecológica, sem dúvida. Tem  o movimento de customização de produtos (impulsionado especialmente pela moda e pelas grandes empresas). A popularização do design e seus conceitos ajudou nesse processo também. E haveria ainda outros tantos motivos para discorrer aqui.

De tudo isso, a razão mais forte, para mim, está na relação entre valor e preço. O significado (falo especialmente do afetivo) que um objeto assume quando criado pelas nossas mãos supera qualquer preço de mercado. Deixa de ser só um objeto e passar ser fruto da nossa criação! Sem falar na qualidade de vida que preservamos em não entrar em filas de shopping, estacionamento etc. Em épocas de Natal, isso vale muito!

A criação é um poder infinito. E todo mundo possui! Não me satisfaz o argumento "não tenho talento", pois todos temos destreza para alguma coisa! Às vezes o difícil é descobrir qual é. No próximo aniversário de alguém especial, numa data comemorativa, ou num momento de ócio, experimenta o DIY. Um vício! Muitas sugestões vão rolar por aqui!

0 comentários: